Intervalos de notas para trabalho em trompa

Dúvidas em Relação à Trompa, questões técnicas, de execução, construcção, interpretação, etc...

Moderadores: Gil Brasil, rmatosinhos

Avatar do Utilizador
Gil Brasil
Moderador
Moderador
Mensagens: 928
Registado: 31 dez 2009, 17:59
Localização: Minas Gerais, Brasil

Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por Gil Brasil » 31 dez 2009, 18:32

Tenho duas dúvidas:
1. Qual o espaço (intervalo) de notas a serem normalmente trabalhadas nas trompas, ou seja, da nota mais grave à nota aguda final em cada afinação? Explico melhor: toco uma trompa fa/sib e melodias majoritariamente para instrumentos em afinação para Sib escritas na clave de Sol, sendo que normalmente encontro notas de La2 a Fa4, e o intervalo mais frequente é de Do3 a Re4. Qual seria a trompa mais indicada para este intervalo? Tocar em Fa, Sib, Fa Agudo ou Mib Agudo? :tr1:

2. Gostaria de saber qual a nota mais grave e a mais aguda para cada trompa:
Trompa Fá:
Trompa Sib:
Trompa Mib agudo:
Trompa Fa agudo:
\:D/

Abraços e parabéns ao Ricardo Matosinhos pela reinauguração do site.
Abraço brasileiro e feliz 2010.
Gil Brasil

Avatar do Utilizador
rmatosinhos
Administrador do Site
Administrador do Site
Mensagens: 1597
Registado: 23 dez 2004, 18:22
Localização: Ermesinde
Contacto:

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por rmatosinhos » 31 dez 2009, 21:18

A tessitura que refere pode ser tocada tanto em trompa fá como sib.
Fisicamente falando a nota mais grave de trompa Fá é o Dó1 (ou o fa#0 com as chaves 123)
a nota mais grave da trompa Sib é o fá1 (ou o do#1 com as chaves 123)
quanto a notas agudas... aí depende da sua embocadura pois aí o ceu é o limite... :D
Pondo como limite o 16º harmónico (uma vez que acima disso tem intervalos mais pequenos do que 1/2 tom) em trompa fá seria o dó 5 e em trompa sib o fá5

Teoria à parte, depende um pouco do tipo de sonoridade, da dinâmica, da velocidade de articulação, se são notas seguidas ou saltos, se é staccato ou legatto...

a "Escola de trompa" também dita as diferenças... segundo P. Farkas o registo médio todo em trompa fá, entre sol#3 é dó4 poderia ser em trompa fá ou sib (uma vez que são as mesma posições) e acima de dó4 tudo em Sib.

Já a escola de vienna (com as suas trompas fisicamente diferentes) toca tudo em trompa Fá.
Ricardo Matosinhos
Administrador do Forum

Avatar do Utilizador
Gil Brasil
Moderador
Moderador
Mensagens: 928
Registado: 31 dez 2009, 17:59
Localização: Minas Gerais, Brasil

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por Gil Brasil » 03 jan 2010, 18:19

Pois bem, Ricardo, mas e quanto às trompas em Mib agudo e Fa agudo, quais notas agudas elas podem atingir, pois pelo que entendo estas trompas têm tubo menor para poder alcançar notas agudíssimas, isso é verdade?
Outra coisa, esta capacidade gera algum efeito nas notas, algo como mudar a sonoridade da trompa em relação às trompas em Sib e Fa?
Obrigado pela resposta.
Gil Brasil

Avatar do Utilizador
rmatosinhos
Administrador do Site
Administrador do Site
Mensagens: 1597
Registado: 23 dez 2004, 18:22
Localização: Ermesinde
Contacto:

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por rmatosinhos » 05 jan 2010, 01:35

Fisicamente falando (se considerar novamente o 16º harmónico) em trompa fá será um dó6 e em trompa mib um sib5, mas o verdadeiro objectivo não é tocar essas notas. Como tê tubos mais curtos, que têm a sua fundamental num registo mais agudo, vão facilitar a certeza no registo agudo por permitirem harmónicos mais afastados. Por ex:

para o Dó índice 5
em trompa Fá é o 16º harmónico (tanto o o próximo harmónico inferior como o inferior estão a menos meio tom de distância)
em trompa sib é o 12º harmónico (o próximo harmónico inferior está a mais de meio tom de distância e o superior está a menos de meio tom)
em trompá fá agudo é o 8º harmónico (o próximo harmónico superior está a 1 tom de distância e o inferior está a mais de 1 tom)

O grande problema é que (na maioria dos modelos de trompas triplas) o tubo principal é o mesmo para trompa fá, sib e fá agudo, sendo que o de sib e especialmente ode fá deveriam ter uma volta muito maior. Os construtores de trompas têm vindo a tentar suaviar esta diferença (pelo menos ao nível auditivo), mas claro que tem muita influência quem está a tocar o instrumento

Há bons intérpretes capazes de obter uma sonoridade cheia de uma trompa dupla, mesmo que estejam a tocar numa tripla.
Ricardo Matosinhos
Administrador do Forum

Avatar do Utilizador
Gil Brasil
Moderador
Moderador
Mensagens: 928
Registado: 31 dez 2009, 17:59
Localização: Minas Gerais, Brasil

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por Gil Brasil » 05 jan 2010, 21:08

Entendi, professor, mas aproveitando o ensejo: tenho lábios grossos, não muito, e o lábio superior tem um vinco em forma de V um pouco acentuado.
Isso pode atrapalhar alcançar notas agudas ou não tem nada a ver, sendo somente uma questão de treino constante da embocadura, ou seja, tocar todo dia, ou em dias alternados (dia sim, dia não), ou fazer exercícios específicos? O que é melhor: trabalhar altura ou resistência? E como fazer o aquecimento para alcançar notas agudas? Acredito que muitos têm esse tipo de dúvida ou de problema com a embocadura e não sabem.
Obrigado!
Última edição por Gil Brasil em 24 set 2010, 00:00, editado 1 vez no total.
Gil Brasil

Avatar do Utilizador
rmatosinhos
Administrador do Site
Administrador do Site
Mensagens: 1597
Registado: 23 dez 2004, 18:22
Localização: Ermesinde
Contacto:

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por rmatosinhos » 06 jan 2010, 13:29

Com lábios mais grossos é possível tocar notas agudas sem problemas desde que o bocal seja suficientemente confortável.

Tente fazer buzzing alterando a espessura dos lábios e verá que conseguirá fazer o mesmo.

Qualquer diferença física facilita nuns aspectos mas dificulta noutros. Tire proveito da facilidade para trabalhar a dificuldade
Ricardo Matosinhos
Administrador do Forum

brfhorn
Membro Nível 2
Membro Nível 2
Mensagens: 27
Registado: 11 mai 2010, 18:00
Localização: Brasilia - Brazil

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por brfhorn » 28 set 2010, 11:22

rmatosinhos Escreveu:Com lábios mais grossos é possível tocar notas agudas sem problemas desde que o bocal seja suficientemente confortável.

Tente fazer buzzing alterando a espessura dos lábios e verá que conseguirá fazer o mesmo.

Qualquer diferença física facilita nuns aspectos mas dificulta noutros. Tire proveito da facilidade para trabalhar a dificuldade
Apriveitando o ensejo, também possuo lábio grossos e estou à procura de um bocal ideal. O que achei melhor até egora é o 11 da Bach. Também possuo o MD da Holton e não me adaptei pois a circunferência dele é menor. Alguém está em situação parecida?

Avatar do Utilizador
Gil Brasil
Moderador
Moderador
Mensagens: 928
Registado: 31 dez 2009, 17:59
Localização: Minas Gerais, Brasil

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por Gil Brasil » 01 out 2010, 02:01

brfhorn, a questão do bocal é muito subjetiva e depende de cada um se adaptar a um bocal que lhe agrade mais. Estou no meu 3º bocal e me adaptei muito bem a ele.
O 1º era antigo e veio com uma trompa Weril de pistos que comprei em 1991, na época meus lábios eram mais finos e quase não tocava notas agudas, então serviu.
Depois parei de tocar e voltei a 3 anos. Troquei o bocal por um Weril 18, mas não deu certo, porque meus lábios inchavam muito e tinha grandes dificuldades.
O bocal atual (não tem nem marca, acho que é da trompa Conductor) que tenho hoje veio junto quando comprei esta trompa há dois anos e ele me serviu como uma luva. É o mais largo e profundo de todos que já tive, as bordas são médias. No começo demorei até encaixar nos lábios e achar o ponto ideal, mas hoje estou muito satisfeito.
Acho que o ideal para quem tem lábios grossos é ter um bocal largo e profundo, com bordas médias, pois a fina não te dá sustentação e a grossa atrapalha a liberdade dos lábios.
Dizem os especialistas que bocal bom é aquele que não te deixa marcas na boca quando para de tocar, ou que marque o mínimo possível, que não inche os lábios ou te canse rapidamente. Também dizem que não é bom trocar constantemente de bocal, pois você pode acabar com sua embocadura.
O ideal é trocar a cada 3 meses no mínimo, e sempre que se troca temos a sensação que o antigo era pior, mas isso pode ser ilusão, pois cada bocal tem formatos que utilizam diferentes músculos e aí quando toca com o novo músculos ainda não trabalhados entram em ação dando sensação de melhora. Abraço.
Última edição por Gil Brasil em 07 out 2010, 23:16, editado 1 vez no total.
Gil Brasil

brfhorn
Membro Nível 2
Membro Nível 2
Mensagens: 27
Registado: 11 mai 2010, 18:00
Localização: Brasilia - Brazil

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por brfhorn » 01 out 2010, 12:30

Gil Brasil Escreveu:brfhorn, a questão do bocal é muito subjetiva e depende de cada um se adaptar a um bocal que lhe agrade mais. Estou no meu 3º bocal e me adaptei muito bem a ele.
O 1º era antigo e veio com uma trompa Weril de pistos que comprei em 1991, na época meus lábios eram mais finos e quase não tocava notas agudas, então serviu.
Depois parei de tocar e voltei a 3 anos. Troquei o bocal por um Weril 18, mas não deu certo, porque meus lábios inchavam muito e tinha grandes dificuldades.
O bocal (não tem nem marca, acho que é da trompa Conductor) que tenho hoje veio junto quando comprei esta trompa há dois anos e ele me serviu como uma luva. É o mais largo e profundo de todos que já tive, as bordas são médias. No começo demorei até encaixar nos lábios e achar o ponto ideal, mas hoje estou muito satisfeito.
Acho que o ideal para quem tem lábios grossos é ter um bocal largo e profundo, com bordas médias, pois a fina não te dá sustentação e a grossa atrapalha a liberdade dos lábios.
Dizem os especialistas que bocal bom é aquele que não te deixa marcas na boca quando para de tocar, ou que marque o mínimo possível, que não inche os lábios ou te canse rapidamente. Também dizem que não é bom trocar constantemente de bocal, pois você pode acabar com sua embocadura.
O ideal é trocar a cada 3 meses no mínimo, e sempre que se troca temos a sensação que o antigo era pior, mas isso pode ser ilusão, pois cada bocal tem formatos que utilizam diferentes músculos e aí quando toca com o novo músculos ainda não trabalhados entram em ação dando sensação de melhora. Abraço.
Obrigado Gil Brasil. Tem como você postar as medidas desse seu bocal só pra fazer um comparativo com meu Bach? Pelo relato seu perfil de bocal é bem parecido com o meu.

Avatar do Utilizador
Gil Brasil
Moderador
Moderador
Mensagens: 928
Registado: 31 dez 2009, 17:59
Localização: Minas Gerais, Brasil

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por Gil Brasil » 01 out 2010, 21:59

brfhorn, aqui vão as fotos com as medidas do bocal.
São medidas bastante aproximadas, pode haver alguma diferença ínfima, mas com certeza vai ajudá-lo.

Qualquer dúvida, fala aí.
Imagem

Abraço.
Gil Brasil

Darezzo
Membro Nível 1
Membro Nível 1
Mensagens: 8
Registado: 25 out 2010, 20:36

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por Darezzo » 29 out 2010, 19:37

Olá

Aproveitando o ensejo, gostaria de um esclarecimento dos mestres.

Quando estou tocando o Dó no trompete Sib escrito na 1ª Linha inferior do pentragrama, equivale a qual nota na Trompa em Fá e onde a localizo no pentagrama??? :oops:

Obrigado a todos

Darezzo

Avatar do Utilizador
Gil Brasil
Moderador
Moderador
Mensagens: 928
Registado: 31 dez 2009, 17:59
Localização: Minas Gerais, Brasil

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por Gil Brasil » 29 out 2010, 21:54

Darezzo, não sou mestre coisa nenhuma...

Veja isso:
http://trompista.com/pt/viewtopic.php?f ... mente#p994

Depois, a figura anexa criada por (este sim, mestre) Ricardo Matosinhos.
O Ricardo teve esta iluminação de fazer a transposição resumindo tudo numa só figura, ajudando nós trompistas. Coisa de mestre.

Dessa forma, para resumir, porque o tema dá assunto pra enrolar a cabeça de qualquer um.
Na trompa em Fá, partituras em Dó, onde tiver um Fá no pentagrama, toque a nota Dó e assim por diante, lembrando de acrescentar um sustenido ou diminuindo um bemol nas melodias. Exemplos: se a tonalidade tem um sustenido ou é natural, acrescente um sustenido. Se tem dois bemóis, retire um bemol.

Caso tenha algo errado, peço aos colegas que me corrijam por favor.
Anexos
Transposição Trompa para todas tonalidades.jpg
Transposição Trompa para todas tonalidades.jpg (28.21 KiB) Visto 7077 vezes
Gil Brasil

Darezzo
Membro Nível 1
Membro Nível 1
Mensagens: 8
Registado: 25 out 2010, 20:36

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por Darezzo » 01 nov 2010, 13:57

Olá Gil e amigos trompistas...

Realmente deu uma boa esclarecida, porém passei um apuro tremento ontem na orquestra...fui com minha trompa para pelo menos tentar acopanhar os outros trompistas, e para a minha supresa advinhem, cheguei lá não tinha um sequer, nem pra cntar história, faltaram todos, e foi o meu primeiro ensaio com a trompa, resultado...foi um fiasco, não tinha base nenhuma, não consegui fazer quase nada, e descobri que o que eu pensava ser um Dó na trompa, era na realidade um Sol...ou seja...acho que estou fazendo tudo errado... #-o :oops:

estou desesperado...me ajudem...rsrsrs...a minha trompa é em Fá/Sib, as paetituras são para trompa em Fá, e a digitação que estou fazendo é Do0, Ré1, Mi0, Fá1, Sol0, Lá12, Si2, Do0...ou seja...como se fosse o Dó médio endiante do Trompete em Sib, porém devo considerar que é o Dó grave da trompa...é isso mesmo??? Estou fazendo algo errado???

Pelo amor de Deus me ajudem..estou desesperado...

Abraços

Darezzo

Avatar do Utilizador
rmatosinhos
Administrador do Site
Administrador do Site
Mensagens: 1597
Registado: 23 dez 2004, 18:22
Localização: Ermesinde
Contacto:

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por rmatosinhos » 01 nov 2010, 16:48

As posições que refere são de tormpa fá. A dúvida é, como está a tocar numa trompa fá/sib, se está a tocar do lado certo...

Tire os tubos grandes da trompa e toca com uma das posições. Se o som sair pelos tubos significa que a sua trompa é Fá/sib, caso contrário que é Sib/Fá.
Ricardo Matosinhos
Administrador do Forum

Darezzo
Membro Nível 1
Membro Nível 1
Mensagens: 8
Registado: 25 out 2010, 20:36

Re: Intervalos de notas para trabalho em trompa

Mensagem por Darezzo » 01 nov 2010, 17:44

Hum..´.acho que entendi...

só mais uma dúvida...existe trompa em Fá com 04 chaves??? Se existir qual a função da 4º Chave???

Um forte abraço meu caro Ricardo e parabéns pelo site.

Darezzo

Responder

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante